segunda-feira, 20 de julho de 2009

Dos 16 aos 16 - Cap 19 – Bola pra frente

Leia antes a sinopse e os capítulos anteiores.

Aniversário de Rogério estava para chegar, e ele gostaria de organizar uma festa, para reencontrar todos os amigos, afinal aquele foi um ano memorável, tanto em bons quanto em maus acontecimentos.

Dona Elza fazia todas as contas para poder fazer uma festinha para Rogério. Ela sabia que o que importava não era ter uma grande festa, e sim apenas o reencontro com todos os amigos juntos, e com sua primeira namorada, Priscila.

Na semana anterior à festa, Rogério e Priscila não paravam, corriam atrás de tudo, bebidas, pratinhos e tudo mais que uma festa tinha direito. Tinham que conciliar tudo isso com os estudos pois era época de provas finais. È verdade que Rogério nunca teve problemas com notas na escola, e muito menos Priscila que estudava em escola pública, e por isso mesmo não tinha muitos problemas (afinal de contas, indo bem ou mal em uma escola pública, de qualquer forma você é aprovado no fim do ano).

Rogério percebia que dali pra frente teria que mudar muito seus ideais, seus intuitos, afinal o vestibular se aproximava e a pressão da sociedade aumentava, não lhe deixando uma alternativa para uma vida diferente. Rogério lamentava muito, a idéia de ter que seguir a vida baseada no que foram as vidas de seus pais, e sabia que seus pais também já tiveram a idéia de mudar o mundo um dia, mas aos poucos, foram sendo obrigados a esquecer e a viver uma vida normal, mediana, medíocre...

Rogério nunca teve o hábito de escrever, poesias, redações nem nada do gênero, mas o ano tinha sido muito duro pra ele, e o fez refletir, trazer em poucas palavras o que ele pensava da vida. Essas palavras foram depois cedidas aos rapazes do Porca Loka que fizeram uma música com aquela pequena poesia, que recebia o nome de Idéias Perdidas:

Não posso mais, viver nessa agonia
espero que tudo isso passe algum dia
não vou agüentar, tem que mudar

Já vou me preparando, já vou pensando
o que é melhor pra você, pois pra mim já esqueci
não vou esperar, só vou lutar

Eu vou lutar, tem que tentar
Idéias perdidas ainda vão me encontrar

Foi há um tempo atrás, num mundo muito voraz
Aprende-se a esquecer, o que foi importante para você
Quero voltar, só vou sonhar

Eu vou mudar, nem vou tentar
Idéias perdidas ainda vão me encontrar
Ouça Idéias Perdidas aqui:

Seja o primeiro a comentar

Homero Carmona... © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO